home Voltar ao site
Navegação
Fale Conosco
  • location_on

    São Paulo - Matriz R. Buriti Alegre, 525 Vila Ré . São Paulo . SP CEP: 03657-000 - Tel: 11 2023-9999

    Goiânia - Filial End. Décima Segunda Avenida, 321 A QD-60 LT-14 Setor Leste Universitário . Goiania . GO CEP: 74603-020 - Tel: 62 3926-8100

    Rio de Janeiro - Filial End. Rua Gildásio Amado, 55 . 6º andar sala 607 . Barra da Tijuca . Rio de Janeiro . RJ . CEP: 22631-020 - Tel: 21 3176-5950

    Tocantins - Filial End. 303 . Sul . Av LO 09 . Lote 21 . Sala 03 . Plano Diretor Sul . Edifício Bastos . Piso Superior . Palmas . TO . CEP: 77015-400 - Tel.: 63 3026.2354

    Belo Horizonte - Filial Rua Araguari. 358 . Térreo . Loja 03 . Barro Preto . MG . CEP: 30190-110 - Tel.: 31 3526.8870

Deixe sua Mensagem

    Fecombustíveis solicita reunião com o governo federal para tratar do Decreto 10.634

    banner 06 Fecombustíveis - Fecombustíveis solicita reunião com o governo federal para tratar do Decreto 10.634

    Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis) solicitou uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro, em 26 de fevereiro, para tratar das dificuldades em relação ao cumprimento do Decreto 10.634, que obriga a revenda de combustíveis a informar, em painel visível, a composição de preços da gasolina, do óleo diesel e do etanol hidratado para o consumidor, com detalhamento das parcelas referentes aos impostos federais e estaduais.

    No documento enviado ao Gabinete Civil da Presidência, a Fecombustíveis destaca a necessidade da audiência para mostrar que os postos são substituídos tributariamente. Ou seja, são as refinarias, as usinas e as distribuidoras que recolhem os impostos dos combustíveis. A informação referente aos tributos não está disponível para os postos sendo necessário aprimorar o decreto com a inclusão da informação, referente aos tributos, seja transmitida pelas distribuidoras aos postos.

    Outra dificuldade para os postos é informar a tarifa promocional dos programas de fidelização das distribuidoras. Em alguns casos, os postos não têm acesso à informação, uma vez que a fidelização é com a distribuidora. O desconto é definido pela companhia detentora da marca.

    Em outra frente, a Fecombustíveis também recorreu ao Departamento de Combustíveis Derivados de Petróleo do Ministério de Minas e Energia, Ministério da Justiça e Secretaria Nacional do Consumidor, para tratar do assunto, uma vez que o prazo para a medida entrar em vigor é de 30 dias e o decreto foi assinado em 23 de fevereiro.

    A Fecombustíveis busca uma solução viável para que os postos do país consigam cumprir adequadamente as determinações do governo federal. O governo já se comprometeu em agendar a reunião para atender o setor, mas, até o momento, não definiu a data.

    Autor/Veículo: Assessoria de Comunicação da Fecombustíveis

    4.4/5 - (18 votes)

    Marcadores:

    Não perca mais nenhum post!

    Assine nosso blog e receba novos posts frequentemente em seu email.

      Comentários