home Voltar ao site
Navegação
Fale Conosco
  • location_on

    São Paulo - Matriz R. Buriti Alegre, 525 Vila Ré . São Paulo . SP CEP: 03657-000 - Tel: 11 2023-9999

    Goiânia - Filial End. Décima Segunda Avenida, 321 A QD-60 LT-14 Setor Leste Universitário . Goiania . GO CEP: 74603-020 - Tel: 62 3926-8100

    Rio de Janeiro - Filial End. Rua Gildásio Amado, 55 . 6º andar sala 607 . Barra da Tijuca . Rio de Janeiro . RJ . CEP: 22631-020 - Tel: 21 3176-5950

    Tocantins - Filial End. 303 . Sul . Av LO 09 . Lote 21 . Sala 03 . Plano Diretor Sul . Edifício Bastos . Piso Superior . Palmas . TO . CEP: 77015-400 - Tel.: 63 3026.2354

    Belo Horizonte - Filial Rua Araguari. 358 . Térreo . Loja 03 . Barro Preto . MG . CEP: 30190-110 - Tel.: 31 3526.8870

Deixe sua Mensagem

    Portaria Conjunta SEPRT/MS nº 20/2020 – Medidas de segurança – Ambiente de trabalho – COVID-19

    banner_ Portaria Conjunta SEPRT - Portaria Conjunta SEPRT/MS nº 20/2020 –  Medidas de segurança – Ambiente de trabalho – COVID-19

    Foi publicada no DOU de hoje (19.6.2020), a Portaria Conjunta SEPRT/MS nº 20/2020, que aprova medidas necessárias a serem observadas pelas empresas visando à prevenção, controle e mitigação dos riscos de transmissão da COVID-19 em ambientes de trabalho, com objetivo de preservar a segurança e a saúde dos trabalhadores, os empregos e a atividade econômica, devendo, tais medidas, serem observadas até o término da declaração de emergência em saúde pública em razão da Pandemia do coronavírus (COVID-19).

    Para tanto, as empresas devem estabelecer e divulgar orientações ou protocolos com a indicação das medidas necessárias para prevenção, controle e mitigação dos riscos de transmissão da COVID-19 nos ambientes de trabalho, incluindo, formas de contágio, sinais e sintomas e cuidados necessários para redução da transmissão nesses ambientes e na comunidade.

    Dentre as medidas se destacam:

    1. a) condutas em relação aos casos suspeitos e confirmados da COVID-19 e seus contatantes;
    2. b) orientações sobre a higienização correta, ventilação e desinfecção dos ambientes, bem como sobre etiqueta respiratória;
    3. c) medidas para aumentar o distanciamento social e diminuir o contato pessoal entre trabalhadores e entre esses e o público externo;
    4. d) orientações sobre os trabalhadores do grupo de risco, com 60 anos ou mais ou que apresentem condições clínicas de risco, os quais devem receber atenção especial, priorizando-se sua permanência na residência em teletrabalho ou trabalho remoto ou, ainda, em atividade ou local que reduza o contato com outros trabalhadores e o público;
    5. e) criação ou revisão dos procedimentos de uso, higienização, acondicionamento e descarte dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e outros equipamentos de proteção;
    6. f) adoção de medidas de segurança nos refeitórios e vestiários, evitando aglomerações de trabalhadores;
    7. g) implantação de procedimentos de segurança para o transporte de trabalhadores fornecido pelas empresas;
    8. h) participação dos Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) e Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), quando existentes, nas ações de prevenção implementadas pela organização; e
    9. i) procedimentos necessários para a retomada das atividades quando houver a paralisação de determinado setor ou do próprio estabelecimento, decorrente da COVID-19.

    Por fim, em 15 dias, a contar de 19.6.2020, as empresas devem fornecer para todos os trabalhadores, máscaras cirúrgicas ou de tecido, e seu uso deve ser exigido em ambientes compartilhados ou naqueles em que haja contato com outros trabalhadores ou público.

    Para mais informações, acesse a íntegra da

    Portaria Conjunta SEPRT/MS nº 20/2020.

    Equipe Thomson Reuters – Checkpoint.

    5/5 - (1 vote)

    Marcadores: