home Voltar ao site
Navegação
Fale Conosco
  • location_on

    São Paulo - Matriz R. Buriti Alegre, 525 Vila Ré . São Paulo . SP CEP: 03657-000 - Tel: 11 2023-9999

    Goiânia - Filial End. Décima Segunda Avenida, 321 A QD-60 LT-14 Setor Leste Universitário . Goiania . GO CEP: 74603-020 - Tel: 62 3926-8100

    Rio de Janeiro - Filial End. Rua Gildásio Amado, 55 . 6º andar sala 607 . Barra da Tijuca . Rio de Janeiro . RJ . CEP: 22631-020 - Tel: 21 3176-5950

    Tocantins - Filial End. 303 . Sul . Av LO 09 . Lote 21 . Sala 03 . Plano Diretor Sul . Edifício Bastos . Piso Superior . Palmas . TO . CEP: 77015-400 - Tel.: 63 3026.2354

    Belo Horizonte - Filial Rua Araguari. 358 . Térreo . Loja 03 . Barro Preto . MG . CEP: 30190-110 - Tel.: 31 3526.8870

Deixe sua Mensagem

    Auto abastecimento ganha fôlego no Senado

    nFoto17-Posto-de-gasolina

    Projeto protocolado em 2018 pede a revogação da lei que proíbe o self-service em postos

    O debate sobre autoabastecimento ganhou um novo capítulo no final do ano passado.

    É que o senador Cidinho Santos (PR-MT) protocolou Projeto de Lei PL 519 no dia 6 de dezembro, que dispõe sobre a revogação da Lei 9.565 de janeiro de 2000, que proibe o self-service nos postos brasileiros.

    Diante de tantos imbróglios e da trabalhosa burocracia trabalhista, o Minaspetro e Fecombustíveis veem com bons olhos a medida. Vale ressaltar que ainda é um primeiro passo de uma possivel implementação, tendo em vista que é um projeto polêmico e que terá muito lobby de várias entidades interessadas.

    No dia 21 de dezembro, o projeto foi entregue à Secretaria de Apoio à Comissão de Constituição e Justiça. Após a chegada à Comissão, é definido um relator para o projeto, que dará um parecer à medida, sugerindo mudanças ou não para a votação dos demais membros.

    Caso seja aprovado na Câmara e no Senado, ele será enviado ao presidente da República, que terá o prazo de 15 dias para sancioná-lo ou vetá-lo. O Poder Legislativo tem ainda a possibilidade de derrubar o veto presidencial. Por causa de todo esse rito regimental, é dificil prever quando ou se a medida, de fato, será efetivada.

    Vale ressaltar que no artigo 3º do projeto não se desobriga o cumprimento de convenções, acordos, normas de natureza trabalhista coletiva relacionados à atividade, que estejam em vigor na data da publicação da lei.

    Fica claro que o Projeto de Lei no Senado é somente uma chama de esperança para o revendedor que acredita que a questão trabalhista é um dos gargalos do negócio, no entanto há muito ainda a ser debatido e estudado. Troca de bombas, problemas com segurança dos consumidores, operação da pista, entre outras inúmeras variáveis, ainda precisam ser mais bem avaliadas.

    O Minaspetro e a Fecombustiveis, com sua assessonia em Brasília, estão acompanhando a tramitação com atenção para verificar o desfecho dessa alteração que pode mudar os rumos do mercado da Revenda de combustíveis do país.
                                                                                                       

    Fonte: Revista 114° Minaspetro

    Rate this post

    Não perca mais nenhum post!

    Assine nosso blog e receba novos posts frequentemente em seu email.