home Voltar ao site
Navegação
Fale Conosco
  • phone
    (11) 2023-9999 \ (11) 2023-9968 Filial GO: (62) 3926-8100
    Filial RJ: (21) 3176-5950
  • location_on

    São Paulo - Matriz R. Buriti Alegre, 525 Vila Ré . São Paulo . SP CEP: 03657-000

    Goiânia - Filial End. Décima Segunda Avenida, 321 A QD-60 LT-14 Setor Leste Universitário . Goiania . GO CEP: 74603-020

    Rio de Janeiro - Filial End. Rua Gildásio Amado, 55 . 6º andar sala 607 . Barra da Tijuca . Rio de Janeiro . RJ . CEP: 22631-020

Deixe sua Mensagem

Pacote para empresas deve sair esta semana.

Pacote Para Empresas Deve Sair Esta Semana - Plumas - Pacote para empresas deve sair esta semana.

Com um discurso afinado para tentar recuperar parte da confiança dos empresários brasileiros, o presidente Jair Bolsonaro deve anunciar ainda esta semana um pacote de medidas para facilitar a vida dos executivos. Voltada à desburocratização, pacote foi uma das promessas de campanha do chefe de governo.

 Segundo o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, as mudanças serão realizadas por meio de Medida Provisória (MP) e vai facilitar abertura de empresas. A data de assinatura será hoje (30) ou no dia 1º de maio, comemorado o Dia do Trabalho. “Pela primeira vez na história republicana brasileira o cidadão diante do Estado vai ter a verdade com ele, então é uma mudança muito significativa, estava dentro do plano de governo”, disse ele.

 Hoje o potencial empresário precisa emitir uma série de certificados para provar idoneidade antes de obter o CNPJ. Agora, a promessa do governo é que o cidadão não vá precisar destes certificados, cabendo à União verificar as informações e agir caso haja alguma irregularidade. “É para facilitar a vida das pessoas, para abrir seu negócio, para trabalhar, produzir renda, gerar emprego, é nessa linha. Os detalhes vão vir na data”, acrescentou.Bastante aguardada pelos empresários, a medida faz parte de um pacote de bondades que o presidente tem criado para se aproximar do mercado. Ainda que o governo negue que tais ações se dêem em função da queda da popularidade de Bolsonaro, o cientista político Carlos Caruzo acredita difícil que este fator seja relevante. “Era preciso fazer acenos aos empresários. Bolsonaro foi eleito com o apoio de boa parte do mercado e precisa ser mais claro em sua agenda liberal para além do projeto de reforma da Previdência”, disse.

Fonte: DCI

Avalie este Post!

Não perca mais nenhum post!

Assine nosso blog e receba novos posts frequentemente em seu email.